domingo, 5 de julho de 2009

OURO PRETO URGENTE

Plantão extraordinário da Terra do Nunca informa...
A Inefável Ana Letícia (sou fã dessa guria desde criancinha...) acabou de me informar o resultado do julgamento de Ouro Preto envolvendo os acusados de matar a estudante Aline Silveira...







INOCENTES!!!

Comemorem, galera! A justiça triunfou! Os inocentes foram considerados inocentes!!!

Ainda há esperança...

Mais detalhes em breve!!!

8 comentários:

Valberto disse...

a a pancha da procuradora que dizia que embora o caso tivesse muitos erros de rocesso, haviam provas contra os envolvidos.

Ricardo Foureaux disse...

A verdade veio à tona.

http://www.uai.com.br/UAI/html/sessao_2/2009/07/05/em_noticia_interna,id_sessao=2&id_noticia=117445/em_noticia_interna.shtml

philsouza disse...

Isso é muito, muito bom!!!

Felipe disse...

Foi uma vitória, mas não nos deixemos enganar que não teremos que "limpar o nome"do RPG por aqui.

Abraços

Raposa disse...

Eu acho meio forte dizer que "a justiça triunfou", consideremos o caso como um todo. SE eles sao inocentes, onde estao os culpados que ninguem procurou nos ultimos anos?
Sem falar na diferença de ser inocente e de ser inocentado >.o
Foi uma vitória de quem? Do RPG? E a sociedade? Que no minimo tem mais um maluco solto por ai enquanto todos olhavam o circo que se armou nesse caso (infelizmetne, com a ajuda do RPG >.o )
Por mais tranqueira (drogada, promiscua, sei la se tudo isso eh verdade) que fosse a vitma, estou com dó da familia.

Jaime Daniel disse...

Salve!

Raposa: tenho motivos para dizer que a justiça triunfou! Acompanho o processo desde o começo e cheguei a ser convidado pelo, na época, presidente da câmara dos Vereadores de Ouro Preto para ir até a cidade.
Graças a esforços da LUDUS CULTURALIS e da Devir Livraria tive acesso a uma boa parte do processo, incluindo as peças acusatórias, perícia do local do crime, depoimentos e outras coisas. Em nenhum momento conseguiu-se QUALQUER evidência da culpabilidade dos acusados. A polícia encerrou a investigação e o Ministério Público reabriu e desde 2004 tem empenhado-se de forma entusiastica em condená-los. E pergunto: Baseado em quê?

Há tantas evidências acusando eles quanto acusando a mim, você ou o Lula!

E que sociedade é essa em que uma pessoa poderia ser julgada culpada SEM NENHUMA PROVA DE SUA CULPA?

E quem seria o próximo, nesse caso?

Gosto de pensar que, se um dia eu ou alguem próximo for acusado de qualquer absurdo, não interessa a "patente" do acusador, sem nenhuma prova incriminadora, que posso confiar na justiça.

E agora, resta a questão que NINGUÉM parece se importar, já que
-Todo o empenho da acusação era em condenar os jogadores e o jogo,
-Toda a preocupação dos jogadores era em livrar a cara do jogo e desqualificar os acusados

Afinal, quem matou Aline Silveira? E o que será feito a respeito?

Ana disse...

Oi, Jaime,
Obrigada por divulgar de pronto da notícia. (e pelo elogio, é claro, vou tentar "inefável" na minha próxima cantada... huahauahua).

Com o fim deste processo, é possível que o inquérito seja reaberto e novas investigações sejam feitas. Possível, mas pouco provável. A mãe de Aline declarou à imprensa que para ela o caso terminou. Eu não creio que o MP solicite novas diligências...

Raphael disse...

Aparentemente vão abrir novas investigações sobre o caso, mas a resposta tem que ser dada até a sexta. A mãe de Aline realmente disse que não quer mais saber do caso pois está muito cansada de tudo isso, porém ela está sendo pressionada pelos filhos e parentes para recorrer da decisão do juiz.

Entendo que a família dela esteja brava, com raiva, e querem arranjar culpados. Infelizmente não será dessa forma que se fará justiça. Espero que a mãe de Aline tenha isso em mente antes de qualquer decisão, pois jogar 4 pessoas que podem ser inocentes, sendo uma delas da família, na cadeia não trará Aline de volta.

O jornal O Tempo tem ótimas matérias sobre o caso e inclusive um artigo explicando o RPG de uma forma que eu achei maravilhosa, comparando novela e teatro. Aqui vai o link:

http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=47502

Ainda no final do artigo fala brevemente sobre uma pesquisa feita que mostra que a taxa de suicidas é maior entre os não-RPGístas do que entre os RPGístas! Achei isso magnífico.