segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Felicidade!

Neste momento estou voltando de uma misteriosa virose que me derrubou completamente no fim de semana, e acabou comprometendo também o sábado e domingo. Estou com muito trabalho atrasado, material para entregar e a casa esta muito bagunçada. Eu tenho coisa pra caramba pra terminar, mas não consigo fazer mais nada, pois desde as dez da manhã de hoje um pensamento brilha em minha mente como um daqueles painéis de neon gigantes de Tóquio, e em qualquer direção que eu ande ou qualquer coisa que tente, minha mente acaba divagando e voltando ao mesmo assunto. Hoje, um pouco depois das 09:30, eu vi pela primeira vez o meu filho/a que vai nascer.

Foi através de uma tela de ultrassom, e o feto tem apenas três meses de gestação, mas ele está lá. Vi sua cabeça, braços e pernas, ainda em desenvolvimento, em preto e branco, e no momento em que o médico mostrou a imagem, ele começou a se mexer. O meu filho/a!

Não dá para explicar a sensação! É algo meio irreal, como uma visão, um delírio, mas você sabe que é real! Ele tá lá! Está no ventre da mãe, contando os dias, horas, minutos, instantes... ou sou eu quem está contando? Claro que sou eu, ele ainda não tem como saber o que é tempo. Ele esta lá, num lugar quente e aconchegante, sem saber do novo mundo que esta esperando ele aqui fora. Eu estou esperando! A mãe esta esperando! Nossas famílias estão esperando! É como se nada mais importasse, o mundo esta em compasso de espera.

Agora tá tudo confuso! São seis meses até a data provável do parto. E o mundo parou. Não totalmente, é claro! Mas ele diminuiu sua rotação e translação de propósito, eu sei! Eu percebi! Agora é aguardar, e fazer planos, criar expectativas, tecer sonhos... para que ter pressa? Sim, devagar... devagar... ele/ela vai chegar, então calma, calma...

Eu lido com RPG todos os dias, ou por trabalho, ou por diversão ou por hobby. Convivo com a fantasia diariamente de inúmeras realidades diferentes. Nenhuma é/foi/será tão deslumbrante como foram os minutos que passamos diante de um monitor vendo aqueles pequeninos movimentos do novo ser que vai surgir daqui a infindáveis semanas.

Isso, mundo! Espera! Continua devagar!

Tic, tac, tic, tac, tic, tac...

Logo, logo ele vai chegar...

Tic, tac, tic, tac...

Isso é o que importa...

Tic, tac...

Breve, muito breve...

Tic, tac...

É só esperar...

Tic...

E sonhar...

... tac...

2 comentários:

KoutzUra disse...

Sim, também estaremos aguardando. Sem pressa. =D

(P.S. a Yara está desejando muitas felicidades)

Fred C. disse...

Parabens Jaime, MC, Nao sabem como estou feliz por voces^^ e aguardando tb a chegada do primogenito rs xD....

Milhares de Parabens, tenho certeza que essa primeira visao do seu filho deve ter sido perfeita...


Abraços e Beijos aos dois...


Fred.