quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Causos do Jaime - A gang dos motoqueiros

Voltando a causos antigos, esse é muito mais divertido de contar pessoalmente, mas acho que dá para dar risada assim mesmo, vamos lá!

Era uma aventura de caçadores caçados. Um dos jogadores queria fazer de qualquer jeito fazer um personagem igual ao de um seriado de televisão, um caçador de recompensas que andava numa moto e tinha um contato índio. Não faço a menor idéia que série era essa, mas algumas pessoas disseram que já tinham visto, então tá valendo! O jogador gastou tudo o que tinha de recursos na moto, nas armas e com o contato. Comprou condução, armas de fogo, armas brancas, destreza alta e tudo mais que podia. Uau, demais!

Começa a aventura. O jogador diz que quer procurar pistas sobre vampiros numa bar de estrada, desses frequentados por motoqueiros, estilo Hell's Angels. All right! Encontrado o maldito bar, eu digo a ele que o bar só tem os motoqueiros, e um cara gordão barbudo tem toda a pinta de ser o chefe da gang. O nosso bravo herói vai até ele e fazendo panca diz: "Aí, cara! Quero uma informação!

Boss Motoqueiro - "Informação custa dinheiro, rapaz! Mostre a grana!"

Jogador - Mestre, vou pegar uma nota e mostrar p/ ele.

Mestre malévolo (EU) - Uma nota? Vcoê só tem uma nota, esqueceu que gastou todo o seu recurso para ter a super-ultra-mega-blaster-X- moto? Isso sem falar nas armas que você tem ocultas na moto? Cara, você só tem 10 dólares!

Herói - "que tal dez dólares?"

Boss motoqueiro - "Rapaz, eu acendo charutos com notas de dez doláres..." e eu interpreto o bosso fazendo a ação.

Jogador - "Ahn... bom, eu... é que... assim... hã... então..."

Mestre se divertindo horrores - Bom, o motoqueiro para, olha pra fora e diz:"Vamos fazer o seguinte, gostei da sua moto. Vamos aposta-la numa corrida entre eu e você. Se eu ganhar a corrida, fico com ela, OK? Esses são os termos."

Jogador olha ficha de personagem, dá uma risada e diz: "OK! Está combinado!"

Nesse momento eu fico parado esperando o jogador dizer algo, como por exemplo dizer o que ELE GANHARIA SE VENCESSE A CORRIDA! Mas o nosso sagaz player fica me olhando com cara de quem não esta entendendo.

Mestre magnânimo - Hmmm, faz o seguinte, um teste de raciocínio!

FALHA!!!!!

Jogador - Então, ele não vai correr?

Mestre segurando o riso - BLZ, cara! O boss e os outros motoqueiros estão saindo para a estrada. A corrida vai ser o seguinte, será assim, assado e blá, blá, blá... Eu explico que a idéia era passar sete curvas e fazendo os testes de condução. Quem conseguisse mais sucessos teria vantagem na segunda curva e assim sucessivamente. O jogador disse que seria batata, pois ele jogava sete dados no total e eu disse que o gordão jogava seis. Vamos lá então!

Os outros jogadores da mesa começaram a representar os outros motoqueiros que iam asssitir e ficavam gritando bobagens.

Primeiro teste do boss - Dois sucessos.
Primeiro teste do player - Três falhas criticas e NENHUM sucesso.

Os jogadores olharam para os dados e em seguida para mim.

Jogador inocente - Eeeeee... o que aconteceu?

Mestre quase explodindo de rir - Bom... o boss motoqueiro fez a curva na boa.

Jogador prevendo catástrofe - E eu?

Mestre mostrando com as mão so desenrolar da cena patética - Bom, você foi direto sem fazer a curva e caiu com sua moto rolando pelo barranco vários metros.

Jogador apavorado - Levei dano???

Mestre com voz bondosa - Não, você não levou dano por milagre. Um daninho de nada por escoriação e só. Você apenas tá subindo o barranco meio torto e dolorido, mas saudável.

Jogador aliviado - Ufa, ainda bem! Bom, vou subir até a estrada.

Mestre com um brilho sádico nos olhos - Entãããããão, você começa a subir e percebe os motoqueiros todos lá em cima, olhando para você. Quando chega lá, os motoqueiros estão com um brilho estranho nos olhos.

O chefe deles fala: "Então, carinha! Você perdeu a aposta! Pague agora! "

Personagem preocupado - "Bom você aceita a minha mo..."

Mestre ligeiro - BUUUUUUUUMMMMMMMM! Uma moto a menos na terra depois dessa explosão!

Personaegm apavorado- "Bom, você aceita armas como pagamento?"

Mestre sádico - Quais armas você planeja dar p/ ele? Aquelas que vc guardava NA MOTO?

Personagem prestes a ir p/ saco - "Bem, acho que não tenho como pagar, que vamos fazer?"

Neste momento de nossa narrativa os outros jogadores ficavam socando as próprias mãos mostrando que alguem estava em má situação.

Boss malvado - "Rapaz, tire toda a roupa!"

Jogador com olhos arregalados - "Sem chance, não vou tirar a..."

Mestre batendo na mesa fazendo a voz do motoqueiro -"AGORA!!!!"

O jogador fala que o personagem tirou toda a roupa, mas não as botas.

Personagem - "As botas não tiro!" Como se ficar pelado só de botas fosse menos ridículo...

Outro jogador fala que bate nele com a corrente que estava carregando. Testes feitos, mais um ponto de ano no nosso intrépido (Pfffff!) herói.

Jogador - Tudo bem, tudo bem! Ele tira as botas! Mas... e agora? E fica olhando preocupado para o resto da mesa.

Mestre se divertindo horrores - Bom, eles começam a bater em você e ficam correndo em perseguição com as motos tirando sarro e batendo na sua bunda de leve com as correntes. Bom, o que vc vai fazer? Vcoê esta numa estrada deserta, há vários kms da cidade mais próxima e pelado.

Jogador - tem como dar um telefonema?

Mestre - COMO???

Jogador - Bem, tem algum telefone público?

Mestre chorando de rir - Numa estrada deserta, um telefone público?

Jogador querendo chamar a mãe - Não mesmo???

Mestre, tocado pela situação da ant... quer dizer, do sagaz player - Cara, por algum desvario da mente de algum diretor regional da empresa telefônica, tem uma cabine bem ali na frente. Mas, um problema, precisa de moedas...

Jogador - Ah, vai dizer que não tenho nenhuma moeda...

Mestre voltando a chorar de rir - Lembra que você esta PELADO? Exatamente ONDE você guardou essa moeda???

Jogador desesperado tenta balbuciar qualquer coisa sem sentido...

Depois de mais uma explosão de riso, o narrador sente seu coração iluminado e diz: Olha, vou te ajudar. Parece que o sol sai de trás de uma nuvem e um raio se sol cai em cima de uma moeda que esta no chão BEM NA FRENTE DO TELEFONE! Não é o seu dia de sorte?

Jogador todo confiante, sentindo-se renascer - Você lembra do meu contato, né?

Mestre enxugando as lágrimas - Sim, lembro! Tudo bem! Vamos fazer o role play! Você disca o número, alguem atende e você reconhece a voz do seu contato que diz: Alô?

Jogador todo apressado (e esta é a melhor parte!):" Alô, sou eu! Cara, Tô todo ferrado! Você precisa vir me buscar, pois estou sem a moto. Vem imediatamente pra cá! "

E DESLIGA...

E ainda me diz - Olha, vou ficar escondido no barranco até ele aparecer.

Gente, pode isso? E o cara ainda ficou indignado quando eu disse que dois dias passaram e ninguém apareceu...

4 comentários:

Dragão de Bronze disse...

Nossa, quê isso XD

Eu ri um bocado com cada trecho XD

Jaime Daniel disse...

Que bom, Dragão! Eu já tava achando que essa história só era engraçada quando eu contava pessoalmente. O povo racha de rir nessas ocasiões...

Rocha disse...

santa motoca jaime-man

hehehe vc é uma narrador realmente sagaz e sadico hehehhehee eu chorei de rir aqui!!!

o foda é que eu faria o mesmo,
devido a isso fiquei com vontade de abrir um topico novo no meu blog só pro lendas lendarias rs

putz vc é o great old big master!!!

Ana Fiori disse...

huahuahauhauahuahuahaua
obrigada por sempre nos lembrar dessa história e do grupo de Caçadores....